Homeopatia: Como funciona e benefícios

A homeopatia é uma terapêutica desenvolvida pelo médico alemão Samuel Hahneman a cerca de 200 anos. É mundialmente reconhecida e aceita como forma alternativa à medicina convencional no tratamento para diversas enfermidades. No Brasil é reconhecida como especialidade médica desde 1980, sendo seu estudo aberto à população.

A homeopatia utiliza de pequenas doses de substâncias animais, vegetais e minerais, devidamente preparadas e diluídas, para estimular os processos de auto-regulação e auto-cura do organismo, baseado nos três princípios: semelhança, doses míninas e totalidade sintomática.
Semelhança: Uma dada substância é capaz de curar os sintomas em uma pessoa doente quando esses sintomas são semelhantes aos produzidos pela mesma substância quando ministrada em uma pessoa saudável.

Doses mínimas: Os medicamentos são capazes de reter a atividade biológica/energética quando diluídos em série e agitados (dinamizados) a cada diluição.
Totalidade sintomática: Baseia-se na investigação da totalidade dos sintomas apresentados pelo pacientes, ou seja, para cada paciente, existe um tratamento individualizado.

Como forma de tratamento, a homeopatia se destaca por se basear no paradigma holístico e por perceber o ser humano de modo integral, considerando o doente como sujeito em desequilíbrio, tendo por objetivo o seu restabelecimento, ou seja, a recuperação da sua saúde integral.

Principais vantagens da homeopatia:

  • Não ter efeitos colaterais
  • Não ter contra-indicações
  • Não provocar dependência física ou psíquica
  • Promover a cura e não simplesmente agir como paliativa dos sintomas

Os medicamentos são de baixo custo, fácil administração, pouco agressivos ao organismo e não apresentam efeitos colaterais.

A Homeopatia pode ser indicada para:

Crianças: Evitando que elas façam uso abusivo de medicamentos alopáticos que podem acabar por interferir no crescimento e desenvolvimento nessa fase da vida;

Pessoas idosas: Devido à debilidade são muito sensíveis aos fortes efeitos colaterais dos medicamentos convencionais;

Pessoas que apresentem algum tipo de doença de fundo nervoso tais como insônia, depressão, stress, ansiedade excessiva: A homeopatia pode contribuir para a minimização do uso de medicamentos convencionais que, além de possuírem graves efeitos colaterais podem causar dependência.

Pessoas portadoras de doenças crônicas tais como alergias, bronquite, asma, reumatismo: São doenças passíveis de serem tratadas pela homeopatia, proporcionando uma melhoria na qualidade de vida do portador.

Mulheres: A homeopatia pode ser utilizada na minimização dos incômodos menstruais e efeitos da menopausa.

Qualquer pessoa que busque uma melhor qualidade de vida e aumento da imunidade

Cuidados com a homeopatia:

Os medicamentos devem ser manipulados apenas em farmácias homeopáticas de confiança. Dever ser mantidos longe de fontes de radiação tais como, televisores, rádios, celulares e microondas. Devem ser mantidos em locais, secos e arejados. Não existe um horário específico para o ingestão dos medicamentos, desde que seja respeitado o intervalo de meia horas antes e uma hora depois das refeições.

Complementos à Homeopatia:

Paralelamente com a Homeopatia, pode-se utilizar outras terapias como o Reiki, os Florais e as Massagens. Sendo que estas terapias se somam aumentando os benefícios ao usuário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *